Resenha de Black Rainbow, de J.J. McAvoy

Livro: Black Rainbow
Série: -
Autor: J.J McAvoy
Gênero: New Adult; Erótico;Romance
Páginas: 288
Resenha por: Luke





Thea Cunning decide passar a noite em um bar com o único intuito de beber e esquecer o que vem perseguindo. Após algumas bebidas ela ouve um sujeito tocando e cantando, é atração a primeira vista e a recíproca também foi igual. Levi Black e Thea fazem um acordo de passarem uma semana juntos, ou seja, regado a sexo e nada mais. Porém, quando Thea chega no primeiro dia de aula no curso de direito ela se depara com o homem que ela transou durante é seu professor. Levi Black, conhecido entre os alunos como El Diablo, no meio jurídico também é conhecido como The Cleanner, pois qualquer cliente ele consegue absorver, nunca perdeu um caso. Isso será o começo de um jogo de provocações e perigoso tanto para ela como aluna quanto para ele professor. Todo ano Levi Black escolhe doze discípulos para acompanharem de perto os casos que aparece em seu escritório, essa é a oportunidade de Thea vivenciar de perto o meio onde ela escolheu exercer e buscar o máximo para ser a melhor, pois sua motivação para conseguir o que quer é de muito tempo atrás e alcançar um único objetivo.

Um livro que poderia ser apenas um clichê e mais um passatempo para o fim de semana, se transformou uma leitura viciante e o nível de curiosidade foi ao ápice. Uma história que comecei de forma despretensiosa, mas após alguns capítulos foi me surpreendendo e superou todas as minhas expectativas.

Thea tem 23 anos e sua mãe morreu poucos meses atrás. Ela sempre foi independente desde criança e sua gana de chegar ao se objetivo é como um desafio prazeroso. Ela tem seus traumas e um fantasma que sempre a persegue, isso evidentemente afeta o seu presente e se deixar procrastinar também afetará o seu futuro. Porém, o seu mundo começa a ter cor quando conhece Levi Black. Uma noite com ele foi inesquecível e não resistiu tê-lo somente por uma noite, mas por uma semana. Levi é um homem frio e não aceita um “não” como resposta. Um advogado competente e um professor rigoroso, faz com que sua imagem seja como um homem sem coração e mal. Em seu escritório, todos o temem. Em sua sala, os alunos o temem. No entanto, ele nunca pensou que seu passado poderia interferir fortemente em sua vida. Ele não aceitará que isso se transforme numa rachadura e muito menos em seu relacionamento com Thea, a mulher que mexeu com seus sentimentos e a única que fez agir como nunca antes.

Sabe aquele clichê do personagem encontrar com o outro e depois se reencontrarem e estarem em uma situação que não podem ficar juntos? Isso acontece aqui, já adianto. No entanto um clichê bem escrito e desenvolvido sempre é bem-vindo para os fãs de romance, New Adult e algo mais picante. Esse se enquadra nesse quesito, pois a forma a trama desenrola deixa o leitor viciado em saber o que vai acontecer em determinada situação e com algum personagem.

Os personagens são marcantes, são bem construídos e explorados. Com o livro sendo narrado em primeira pessoa pelos pontos de vista dos protagonistas, nos dá a oportunidade de ter uma visão muito mais ampla de seus pensamentos e da relação entre eles. Os personagens secundários também são muito bem construídos, pois eles também são importantes para alguns desfechos. Algo interessante que achei é que Thea é negra e alguns momentos é tratado de maneira breve sobre discriminação racial. Também descobri que outros livros da autora trazem protagonistas negras.

O livro tem um cenário no meio jurídico. A interação entre os personagens e os casos me fez lembrar a série How to get away with Murder. Não estou dizendo que é uma cópia, está muito longe de ser. No entanto, durante a leitura senti a forma que os casos são apresentados, os personagens são trabalhados e a busca pelos seus objetivos a qualquer custo, me fez lembrar muito a série.

Uma trama que considero que está na linha entre New Adult e Erótico é recomendadíssima para os fãs destes dois gêneros. Uma leitura ágil e uma escrita envolvente, fará com que o leitor perca noites de sono – assim como eu. O livro contém conflitos tensos e momentos emocionantes. Um romance apimentado, situações recheadas de provocações e insinuações, para completar, um plano de fundo em uma sala de aula com pessoas ambiciosas, um escritório com vários casos para serem defendidos e um tribunal para decidir quem será absolvido ou condenado. 




CONVERSA

1 comentários:

topo