Resenha de Big Rock, de Lauren Blakely

Livro: Big Rock
Série: -
Editora: Faro Editorial
Gênero: Romance
Páginas: 224
Spencer Holiday é invejado por muitos homens. Bonito, rico e uma lista longa de contatos de belas mulheres que estão ansiosas para receber um telefonema seu. Ele é conhecido nos tabloides como o playboy mais cobiçado de Nova York. Agora ele terá que ser discreto, pois seu pai está prestes a vender sua joalheira e o futuro comprador preza pela família tradicional. Portanto, nada de fotos suas com mulheres saindo de algum restaurante.

Aproveitando dessa discrição e incorporando no personagem, o playboy convence sua melhor amiga Charlotte para ser sua noiva. Ela concorda e os dois embarcam em vários momentos de encenações. Mas nada como a arte imitar a vida, não é mesmo? Pois bem, ambos decidem serem amigos com benefícios. Isso mesmo, com várias noites tórridas de paixão. Spencer está amando essa relação com sua melhor amiga, mas nunca pensou que isso poderia ir mais além. Ele está apaixonado pela primeira vez, e agora está com medo que não seja correspondido.

Sempre estamos acostumados com livros narrados pelo ponto de vista feminino, o que normalmente há muitas cenas detalhadas e pensamentos com muito açúcar. Ultimamente os homens tem ganhado seu espaço em narrar histórias em romances voltado para o público feminino. As autoras devem tomar cuidado, pois a linha de ser um desastre e algo muito bom é tênue. Lauren andou direitinho nessa linha, pois seu livro foi uma boa leitura.

Spencer é um homem com um ego inflado assumido. Ele não tem vergonha de dizer que é bonito e as mulheres o desejam. Sua prepotência não é do nível insuportável, muito pelo contrário, o playboy mais cobiçado de Nova York é engraçado e irônico. Ele tinha tudo para ser um embuste, mas sua forma de transmitir ao leitor foi convencendo, pois até mesmo um mulherengo pode ser cavalheiro. Por outro lado, quem ficou apagada na trama foi Charlotte. Sei que Spencer é a voz narrativa da trama, mas senti que sua amiga poderia ser mais explorada.

A escrita da Lauren é muito envolvente e instigante. Ela conseguiu incorporar o lado masculino na sua escrita, pois conseguiu colocar como o homem pensa e age em determinadas situações. O que muitas autoras tentaram fazer e fracassaram lindamente.

Além de conseguir narrar com esmero pelo ponto de vista masculino, a autora construiu um relacionamento de forma sutil. Portanto, nada de amor miojo ou instantâneo. A relação de Charlotte e Spencer já tinha uma base, pois são amigos desde a faculdade e são sócios do bar The Lucky Spot. Para tornar um romance foi meio caminho andado. Eu gosto de livros que mostram o crescimento do relacionamento e o momento que percebemos que tal personagem está apaixonado.

Big Rock é a bela e velha comédia romântica que deixa qualquer fã do gênero viciado. Se a trama fosse adaptada para as telonas, Charlotte e Spencer poderiam ser Ashton Kutcher e Katherine Heigl (Sim, sou fã deles), pois são ótimos em filmes desse estilo. Uma obra bem humorada, com toques sarcásticos e irônicos, Lauren Blakely nos presenteia com uma comédia romântica que deixará qualquer um com gosto de quero mais.

A Faro Editorial divulgou que em breve publicará outra obra de Lauren, intitulada Mister O (no livro Big Rock sabemos mais ou menos da premissa rs). A autora é famosa por narrar histórias pelo lado masculino de maneira fiel com romances bem construídos e cômicos.



CONVERSA

3 comentários:

  1. Olá ,tudo bom? Adorei a resenha, ainda não conhecia muito sobre o livro, mas o enredo me despertou curiosidade.
    Boa semana
    www.bellapagina.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Letícia, tudo bem?

      O livro é muito bom. Um romance bem escrito e com cenas pra lá de engraçadas.

      Abraços!

      Excluir
  2. Por onde você leu o livro ? Adorei o enredo e queria ler :)

    ResponderExcluir

topo