Resenha de Sr. Daniels, de Brittany C. Cherry

Livro: Sr. Daniels
Série: -
Autor: Brittany C. Cherry
Editora: Record
Gênero: Romance; New Adult
Páginas: 322
Resenha por: Luke
Após a morte de sua irmã gêmea, a mãe de Ahslyn faz ela se mudar para casa de seu pai. Tudo em sua vida está uma verdadeira confusão, em cacos. Enfim, seu mundo caiu e está sem forças para se reerguer. Durante a viagem, ela conhece o charmoso músico Daniel. Com seu jeito charmoso, fã de Shakespeare, ao ponto de apelidar o autor de Shake. Em pouco tempo, uma ligação é criada entre eles. Daniel também teve suas perdas e seus momentos difíceis. Depois de chegar à cidade do seu pai, sua nova vida está para começar. O que ela não esperava era se deparar com Daniel na sala de aula como professor. Uma situação perigosa e conflitante é criada entre os dois. Sentimento forte e a responsabilidade/ética profissional estão em uma linha tênue.

Há muitas histórias por aí sobre alunas que se apaixonam por seus professores. Porém, esse livro vai muito mais além desse plot, o que me fez me apaixonar mais ainda. Confesso que não estava muito animado para lê-lo, mas quando li a sinopse, minha atenção fixou um pouco mais e começou a vontade de saber mais sobre a vida de Ashlyn e Daniel... ou Sr. Daniels.
Eu não disse que seria fácil. Só disse para ir em frente. Além do mais, as melhores coisas da vida não são fáceis. Elas são difíceis, são cruas e dolorosas. Isso torna a chegada ao destino final muito mais interessante.
Muitas pessoas poderão criticar a protagonista como dramática, que chora demais. Eu também não gosto de personagens assim, mas algo me fez ter empatia por ela. Ashlyn tem seus momentos de tristeza, raiva, humor, sarcástica, essa mistura de reações que provavelmente criou esse meu sentimento por ela. Outra coisa que me fez sentir por ela é a vontade de abraça-la nos momentos em que seu mundo está prestes a ruir.
Daniel também foi um personagem que gostei. Ele tem uma banda chamada Romeo’s Quest, todas suas canções são inspiradas por Shakespeare, além de ser professor. O livro já inicia mostrando uma situação que fez com que o chão do rapaz sumisse ao passar das páginas percebe-se o amadurecimento e a forma que ele encarou as perdas.
O livro é narrado em primeira pessoa pelas perspectivas de Ashlyn e Daniel, o que pôde ser mais explorado em suas histórias e sentimentos. Os personagens secundários também são bem explorados e criamos um vínculo, como se já nos conhecêssemos antes. Para mim, o que mais que se destacou, foi Ryan. Sua história de vida, conflitos, dúvidas, pensamentos e humor fizeram com que a história ganhasse um brilho especial.
Porque fingir ser feliz é quase como ser feliz. Até você lembrar que é apenas fingimento. Então você fica triste. Realmente triste. Porque usar uma máscara todos os dias da sua vida é a coisa mais difícil do mundo. E depois de um tempo, você tem um pouco de medo porque a máscara se torna você.
A trama desenvolvida com simplicidade, ao mesmo tempo é densa, profunda e real. Os personagens tão vivos, palpáveis, até parece que estamos ao lado de cada um acompanhando todas as situações. A autora conseguiu me fazer mergulhar de cabeça e sentir o clima ao redor das cenas, sentir o que cada um dos personagens estava sentindo, ou seja, chorei muito.
A escrita de Brittainy é recheada de citações de Shakeaspeare e todo início de capítulo tem versos das músicas da banda de Daniel e tem tudo a ver com o capítulo. Os quotes são naturais e fez com que marcasse páginas e páginas, me fez refletir tanto, pois a essência das frases são extremamente tocantes.
Os seres humanos não foram feitos para serem perfeitos, Daniel. Fomos feitos para estragar as coisas, destruir as coisas, e aprender coisas novas. Fomos feitos perfeitamente imperfeitos.
Se você leu Métrica, da autora Colleen Hoover, tem grandes chances de se apaixonar por essa história. Já adianto que a carga emocional dela é bem carregada. Tiveram momentos que pausei a leitura para processar e absorver os capítulos narrados. Uma trama de perdão, superação e a descoberta de um amor profundo e avassalador, fez com que esse livro entrasse na lista dos favoritos. Amei me emocionar, pois um das coisas mais importantes de uma leitura é realmente entrar na história e vivenciar junto com o personagem cada momento difícil ou feliz.

CONVERSA

2 comentários:

  1. Sem dúvida esse livro entrou para o segundo da minha lista dos preferidos. Nota 10!
    Toda vez que Ashlyn chorava eu chorava junto, sentia sua dor. A autora conseguiu nos fazer sentir as dores, dúvidas, frustrações que eles sentiam.
    Eu indico esse livro.
    Devorei em um dia por ser tão fluida a leitura e nos prender do começo ao fim.
    Bjks, adoro o blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Vitória! Realmente esse livro é maravilhoso. A autora soube transmitir para o leitor sentimentos fortes e lindos.

      Muito obrigado pelo carinho <3

      Excluir

topo